Publicado em 13 d Outubro d 2010

Família Niemeyer fez encontro internacional em Atibaia

Os encontros internacionais da família começaram nos anos 60 do século passado e acontecem a cada três anos. O último foi na Alemanha.

A família Niemeyer, que inclui pessoas comuns e personalidades como o arquiteto Oscar Niemeyer (criador de Brasília), fez seu encontro internacional no último final de semana em Atibaia. No sábado, a assembleia da família, discutindo assuntos como a atualização constante da árvore genealógica e a criação de uma Intranet, foi no Hotel Itapetinga; e, no domingo, houve almoço na Fazenda Paraíso. Oscar Niemeyer, 102 anos, não pôde vir, por problemas de saúde.
“São 26 pessoas que vieram do exterior – da Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos – e outras 50 do Brasil”, informou Claudio Niemeyer, empresário aposentado e integrante do Rotary Club de Atibaia. Segundo ele, a família teve um integrante que participou da comitiva de D. João VI, que chegou ao Brasil em 1808.
A árvore genealógica da família remonta a 1650. Claudio pertence ao ramo de Hannover, onde a família trabalhava com o rei nos idos de 1870 e recebeu título de nobreza, ganhando o "Von" (fon), ou "de" em português, partícula que caracteriza as denominações nobres. Voltando ainda para o século XVIII, perto de 1790, general que fazia parte da Casa Real de Hannover se casou e teve 10 filhos. Um deles emigrou para Portugal, onde se casou e teve por filho Conrado Jacob Niemeyer. Conrado veio com a esquadra de D. João VI ao Brasil e aí começa o ramo do Rio de Janeiro da família Niemeyer.
Os encontros internacionais da família começaram nos anos 60 do século passado e acontecem a cada três anos. O último foi na Alemanha. "Pela primeira vez, o grupo do Rio de Janeiro se encontrará com o grupo de São Paulo", comentou Niemeyer, enquanto tomava o café da manhã, na última quinta-feira, no Hotel Itapetinga. A organização do encontro consumiu os últimos quatro meses.
Nesta semana, Claudio acompanha a família em excursão pelo Brasil, começando Curitiba (PR), chegando a Morretes (PR) por trem e depois a Joinville (SC), onde a comitiva visita o cemitério dos imigrantes e fará o passeio pela baía de Babitinga, que faz a ligação com a ilha de São Francisco do Sul, terceira cidade mais antiga do Brasil.
Na história da família no Brasil, o porto de São Francisco do Sul foi extremamente importante. Naquelas terras, surgiu a Colônia D. Francisca, em homenagem à princesa D. Francisca de Bragança (filha do imperador D. Pedro I e irmã de D. Pedro II) que se casou com o Príncipe de Joinville (filho de Luís Filipe I, rei dos franceses) e como dote recebeu uma gleba de terra no sul do Brasil. É por isso que Joinville, a antiga Colônia D. Francisca, é conhecida como a "cidade dos príncipes".
O primeiro diretor da Colônia foi justamente o bisavô de Claudio Niemeyer, Johann Otto Louis Niemeyer. Este Niemeyer importou do Rio de Janeiro mudas de palmeiras imperiais que enfeitam ainda hoje bela alameda em Joinville. Já o avô, Ernesto Niemeyer, nascido em Joinville, foi para o Rio e exerceu atividades como a de telegrafista. Quando trabalhava no Instituto de Astronomia, o avô Ernesto costumava receber, à noite, D. Pedro II, o imperador "cientista", que gostava de ver estrelas.
"Meu avô conseguiu até que o Império lhe desse dinheiro para comprar um novo telescópio na Alemanha. Mas isso acabou não acontecendo. Durante a viagem, a República foi proclamada no Brasil e meu avô voltou sem o telescópio. Quando tentou devolver o dinheiro recebido ao novo governo, disseram-lhe que não havia registro algum daquela verba e que ele poderia ficar com os recursos. Ele disse que não e que, como um verdadeiro Niemeyer, gostava das coisas justas. Esta é uma das histórias que se contam sobre a família", relatou Claudio.
Segundo o empresário aposentado, a família Niemeyer se multiplicou no Brasil, onde é mais numerosa do que na Europa ou nos Estados Unidos. Essa história cheia de aventuras, mostrando o heroísmo e o destemor dos primeiros imigrantes alemães, ganhará certamente novos capítulos com o encontro de Atibaia.

Deixe seu comentário

Para postar um comentário, você precisa de uma conta.
Faça login
ou
Registre-se

Enquete

  Você é contra ou a favor do comércio em praças públicas?

A FAVOR
CONTRA

Última Edição

  Digite seu email abaixo para receber mensagens periodicamente com nossas últimas noticias:


Notícias por Data

Jornal O Atibaiense ©

Rua Deputado Emílio Justo, 280 - Nova Aclimação - Atibaia - SP - (11) 4413-0001